44 3225-8849
29/10/2018

Utilização da Norma 12647 em processo de Impressão, para garantia da Qualidade de Produto e insumos.

Cinque Terre

A padronização dos processos é cada vez mais importante nas empresas, portanto, quanto mais sabemos qual é a melhor maneira de aplicá-las, mais aproveitamos suas virtudes e também podemos melhorar seus defeitos.

Devido a ser fundamentada em normas de referências, a aplicação dos requisitos da norma tem como objetivos delineados tornar as empresas mais competitivo sendo seu produto certificado com padrões internacionais.

As Organizações estão em um ritmo acelerado em busca de qualidade, inovação, valor e bom atendimento. O aprimoramento da qualidade se faz necessário em um mundo cada vez mais competitivo.

Uma das formas de garantir a qualidade é com a padronização dos processos, nos dias de hoje, uma das ferramentas mais utilizadas nas organizações para atingir este objetivo é a utilização das normas criadas pela ISO (International Organization for Standardization), como o conjunto de normas ISSO 12647, destinada especificamente para a indústria gráfica, que contem parâmetros e tolerâncias utilizadas para estabelecer pontos de controle, desde a matéria prima utilizada como papel e tinta passando pelos processos gráficos como pré-impressão e impressão.

 

Conheça os benefícios da adequação à norma ISO 12647

Com processos mais consistentes, o cliente tem a confiança de resultados de impressões finais mais fieis às provas de cores.

Com a adoção dos processos automatizados, as gráficas ganham em eficiência e produtividade, reduzindo substancialmente o tempo de ajustes na máquina de impressão.

Gráficas que já adotaram a norma e investiram em controle automatizado de processos, relatam resultados tão concretos como o aumento de taxas de produtividade de 69% para até 93% em seus equipamentos de impressão.

 

Desafios do processo

Um dos principais desafios da implantação da norma ISO 12647 está no fato de ela definir os valores colorimétricos que uma impressão deve obedecer no sistema de cores CIE LAB. No entanto, esta é a métrica usada apenas por quem trabalha nas etapas de pré-impressão.

A melhor opção é permitir que o controle do processo fosse feito usando as medidas de densidade, mas seguindo as recomendações da norma, descritas no sistema colorimétrico.

O uso da densidade no controle de impressão segundo as especificações da norma só é possível se houver uma correlação precisa das densidades específicas de um equipamento de impressão, papel e tinta com os valores colorimétricos descritos na norma em questão.

A ISO 12647-2: 2013 especificam uma série de parâmetros de processo e seus valores aserem aplicados ao produzir separações de cores, formulários de impressão e produção de impressão para impressoras offset de quatro cores alimentadas por folhas.

 

ISO 12647-2: 2013:

• É diretamente aplicável às impressões à prova de pressão e aos processos de impressão.
• É aplicável à impressão em papelão para embalagem; 
• É aplicável a todos os tipos de insumos relacionados ao processo de impressão.
• Fornece referências para garantia de qualidade e gerenciamento de qualidade.

 

Podemos então, resumir que, para a aplicação da Utilização da Norma 12647 em processo de Impressão, para garantia da Qualidade de Produto e insumos, são necessárias quatro etapas:

• Planejamento (em que são determinados os objetivos para o teste, identificados os técnicos que irão participar, determinados equipamentos e materiais e esquematizados os eventos);
• Etapa Preparatória, em que é realizado o pré-teste com os materiais de impressão e a manutenção de equipamentos; 
• Test-Form, propriamente dita, em que é feita a separação de cores; a cópia das chapas de impressão e a efetiva realização do teste em máquina;
• Etapa de Análise ilustrará com relatório os resultados impressos a correção de possíveis problemas que venham a ser descobertos.
• Os resultados devem não só ser comunicados a todos os participantes, como também fazer parte de um banco de dados.

Afinal, um Test-Form deve ser repetido em intervalos sequenciais padronizados.

Cléber de Souza Melo | [email protected] | 11 97210-0101

• Especialista em tecnologia gráfica com ênfase em desenvolvimento de metodologia de controle de qualidade para impressão. Implantação de avaliação da Norma 12647 para o setor de papel, assistência técnica e aplicação de produto.
• Técnico em laboratório físico e químico no controle de qualidade da indústria de Celulose e Papel.

Singramar
44 3225-8849
[email protected]
Av. João Paulino Vieira Filho, 672 - Zona 7 - Sala 601
CEP: 87020-015
Maringá / PR
© 2017 Singramar - Todos os direitos reservados